Leilão de escravos

Venda pública dos escravos recém-chegados, em que esses eram vendidos pelo maior lance. O leilão também podia ocorrer em caso de hipoteca. Nesse caso, o leilão ocorria após o sequestro dos bens do executado, ou seja, o sequestro do escravo que ia a leilão para sanar as dívidas do seu senhor.

O leilão era anunciado quando um navio negreiro estava prestes a chegar trazendo um novo “carregamento”. Assim que o navio atracava, os prisioneiros passavam por uma triagem e eram levados para celas onde tomavam banho e passavam óleo ou alcatrão no corpo para disfarçar a fraqueza e aparentar estarem saudáveis.

Nas casas de leilão, os escravos eram expostos para que os compradores avaliassem e dessem o lance à “mercadoria” que lhes interessava. O cliente podia, também, examinar a “peça” mais de perto olhando os dentes e apalpando o corpo.

Compartilhe =]

Compartilhar no Facebook Compartilhar no WhatsApp Compartilhar no Pocket Compartilhar no Twitter Compartilhar no LinkedIn