Bolsa de Valores

Bolsa de Valores é um mercado onde se negociam ações, títulos que representam uma parcela do capital de uma empresa. Ao adquiri-las, uma pessoa torna-se sócia da companhia, dividindo lucros e prejuízos.  Local onde os titulares de capitais trocam e negociam os seus valores mobiliários (papel comercial, ações etc.). A Bolsa de Valores é a base do capitalismo moderno.

A primeira bolsa de valores do mundo provavelmente surgiu em 1487, em Bruges, na Bélgica, com a expansão comercial. Os mercadores e comerciantes se reuniam na casa de um certo senhor Van der Burse (cujo brasão continha o desenho de três bolsas) a fim de realizar seus negócios: compra e venda de moedas, letras de câmbio e metais preciosos. O nome Burse deu origem às palavras börse, borsa, bolsa.

A primeira bolsa de valores oficial foi fundada em 1561 em Antuérpia, também na Bélgica. Antuérpia, por sua vez, será eclipsada por Amsterdã no século XVII. Em Amsterdã foram negociadas as primeiras ações de que se tem notícia, emitidas em 1602 pela Companhia Holandesa das Índias Orientais (VOC), que na época monopolizava a colonização da Ásia. A VOC foi a primeira empresa na história a emitir títulos e ações ao público em geral.

Em 1595, surgiram as bolsas de Lyon, Bordeaux e Marseille, e em 1639, a de Paris, na França. A Bolsa de Londres (Royal Exchange’) assumirá o controle do mercado europeu no século XVIII até ser substituída pela Bolsa de Valores de Nova York no século XX.

No Brasil, a primeira bolsa de valores foi instalada no Rio de Janeiro, em 1845.

Gravura de 1612, representando a Bolsa de Valores de Amsterdã, a primeira do mundo quando começou a negociar títulos e ações da VOC.

 

Compartilhe =]

Compartilhar no Facebook Compartilhar no WhatsApp Compartilhar no Pocket Compartilhar no Twitter Compartilhar no LinkedIn