Bizâncio, Bizantino

Cidade da Grécia antiga, fundada por colonos gregos em 658 a.C. no estreito de Bósforo, em um ponto que conecta a Europa e a Ásia. Segundo a lenda grega, seu nome deriva de seu rei Bizas ou Bizante, o líder dos colonos fundadores da cidade. Os romanos latinizaram o nome para Bysantium. A cidade permaneceu falante do grego até sua conquista pelo Império Otomano, em 1453.

Bizâncio tornou-se uma cidade comercial devido à sua localização na única entrada do Mar Negro. Em 513 a.C., foi tomada pelo Império Persa, na época da campanha do rei Dario I. Em 411 a.C., durante a Guerra do Peloponeso, Bizâncio foi tomada pelos espartanos para cortar o fornecimento de grãos para Atenas durante o cerco dessa cidade. Posteriormente, os atenienses retomaram a cidade em 408 a.C.

No século I a.C., caiu sob domínio romano. Em 196 d.C., por ter se aliado ao rival do general romano Sétimo Severo, Bizâncio foi sitiada pelas forças desse comandante e sofreu grandes danos. Sétimo Severo, agora imperador, reconstruiu a cidade e rapidamente recuperou sua prosperidade anterior.

Em 330 d.C., o imperador Constantino tornou Bizâncio sua residência imperial, chamando-a de Nova Roma. Após a sua morte, a cidade passou ser conhecida como Constantinopla (“cidade de Constantino”). Com a divisão do Império Romano, Constantinopla tornou-se capital do Império Romano do Oriente que também era chamado de Bizâncio.

Constantinopla veio a se tornar o centro do Império Bizantino e assim permaneceu até cair sob domínio dos turcos otomanos, em 1453, quando passou a fazer parte do Império Otomano. Em 1923, foi rebatizada passando a se chamar Istambul, nome oficialmente adotado em 28 de março de 1930. Hoje, é a maior cidade da Turquia e a quarta maior do mundo.

Compartilhe =]

Compartilhar no Facebook Compartilhar no WhatsApp Compartilhar no Pocket Compartilhar no Twitter Compartilhar no LinkedIn