Bôeres, guerra dos

Bôer era o nome pelo qual era chamado o descendente dos colonos calvinistas dos Países Baixos, bem como os huguenotes franceses que se estabeleceram no sul da África nos séculos XVII e XVIII. Desenvolveram uma língua própria, o africâner, derivado do neerlandês com influências de línguas africanas como o banto, o xhosa e o sesotho.

Entre 1880 e 1902, eclodiu a Guerra dos Bôeres que opuseram os bôeres ao exército britânico, que pretendia se apoderar das minas de diamantes e ouro recentemente descobertas naquele território. A guerra foi travada em duas etapas. A primeira Guerra dos Bôeres (1880-1881) garantiu a independência da república bôer do Transvall com relação à Grã-Bretanha.

Em 1899, devido a crescente presença militar britânica nas colônias do Cabo e de Natal, teve início a segunda Guerra dos Bôeres (1899-1902). Os britânicos não hesitaram em confinar as esposas e filhos de seus adversários em campos de concentração, fazendo uso de arame farpado para isso. Em resultado da guerra, foi criada a União Sul-Africana através da anexação das repúblicas bôeres do Transvall e do Estado Livre de Orange às colônias do Cabo e de Natal.

Compartilhe =]

Compartilhar no Facebook Compartilhar no WhatsApp Compartilhar no Pocket Compartilhar no Twitter Compartilhar no LinkedIn