O QUE É... Política do café com leite

Chamou-se política do café com leite a predominância das oligarquias paulista e mineira no governo federal durante a República Velha ou Primeira República. Ela derivou da “política dos governadores” (veja esse verbete) implantada a partir da presidência de Campos Sales (1898-1902).

O termo “café com leite” advém da influência do setor agrário de São Paulo, grande produtor de café, e de Minas Gerais, produtor de leite e maior polo eleitoral do país de então. Os representantes do Partido Republicano Paulista (PRP) e do Partido Republicano (Mineiro) tornaram-se então predominantes na política nacional não dando espaço para representantes de outros estados economicamente importantes na época, como o Rio Grande do Sul e Pernambuco.

A alternância no poder entre o PRP e o PRM era típica da política do café com leite. Ambos partidos escolhiam um único candidato à presidência da República: ora o candidato era indicado por São Paulo e apoiado por Minas Gerais, ora se dava ao contrário.

Foram presidentes paulistas (PRP) na Primeira República:

  • Campos Sales (1898-1902)
  • Rodrigues Alves (1902-1906) – reeleito em 1918, mas não tomou posse por estar doente, vindo a falecer.
  • Washington Luís (1926-1930) – nascido no Rio de Janeiro, mas foi candidato eleito pelo PRP.
  • Júlio Prestes – eleito para o mandato 1930-1934, não tomou posse, sendo afastado com a Revolução de 1930.

Foram presidentes mineiros (PRM) na Primeira República:

  • Afonso Pena (1906-1909)
  • Venceslau Brás (1914-1918)
  • Delfim Moreira (1918-1919) – vice-presidente, assumiu a presidência com a morte do paulista Rodrigues Alves.
  • Epitácio Pessoa (1919-1922) – nascido na Paraíba, mas foi candidato eleito pelo PRM.
  • Artur Bernardes (1922-1926)

Mais termos na mesma letra

Veja a listagem completa na página O que é isso...?

Dicionário de termos e conceitos históricos com uma linguagem simples e objetiva para descomplicar o seu estudo.

Acessar O que é isso...?

Compartilhe =]

Compartilhar no Facebook Compartilhar no WhatsApp Compartilhar no Pocket Compartilhar no Twitter Compartilhar no LinkedIn