Segregação racial (ver Apartheid)

Segregação racial é a separação forçada e explícita imposta a determinados grupos étnicos e raciais em virtude de lei, acordo tácito ou costume. É uma prática que consiste na restrição dos direitos civis com base racista servindo para manter as vantagens econômicas e o status social superior do grupo político dominante.

A segregação caracteriza-se pela separação das pessoas no dia a dia e pode afetar várias atividades, como comer em um restaurante, beber de uma fonte, usar o banheiro, ir à escola, ir ao cinema, alugar ou comprar uma casa. Por extensão, o termo passou a ter quase o mesmo significado que discriminação. A segregação racial pode chegar a uma violência extrema como o linchamento.

Exemplos de segregação racial são:

  • Alemanha nazista (1933-1945): proibidos casamentos entre judeus e alemães, proibidos aos judeus usarem transportes públicos, proibidos médicos judeus tratarem pacientes alemães, e professores judeus ensinarem alunos alemães etc.
  • África do Sul (1948-1994): sistema do apartheid
  • Estados Unidos: Leis de Jim Crow (1877 a 1964)
  • República Dominicana: restrições aos imigrantes haitianos proibidos de terem acesso à nacionalidade dominicana, à educação e aos serviços públicos.
  • Iêmen: restrições impostas pela população de ascendência árabe aos negros considerados de origem etíope.

Veja mais

 

Compartilhe =]

Compartilhar no Facebook Compartilhar no WhatsApp Compartilhar no Pocket Compartilhar no Twitter Compartilhar no LinkedIn