Dólmen e Menir

Dólmen (do bretão, dol, “mesa” e men, “pedra”) é um monumento megalítico (construção feita de blocos de pedra) formado por blocos de pedra vertical cobertos por uma pedra horizontal que lhe dá formado de mesa. Assim como o menir (do bretão, men, “pedra” e hir, “comprida”), longa pedra fixado verticalmente no solo, o dólmen é encontrado em várias partes do mundo, especialmente, na Inglaterra, França, Portugal, Espanha, Dinamarca, Alemanha, Bulgária, Síria, Etiópia, Tunísia, Índia, Japão e Coreia. Em cada local, esses monumentos de pedra recebem nomes diferentes.

Na América, foram encontradas construções megalíticas nos Estados Unidos, Bolívia, Argentina e mais recentemente no Brasil. Aqui, conhece-se o dólmen denominado Pedra de Santana, em Paramirim, Bahia, e o círculo de pedra de Calçoene, no Amapá.

No mundo todo, foram registrados cerca de 50.000 mil dólmens. Só na Coreia há 30.000 dólmens. Na Europa ocidental, os 20.000 dólmens conhecidos datam de 2500 a.C. a 1500 a.C., correspondendo ao período Neolítico.

Desconhece-se a função dos dólmens e menires. Acredita-se que os dólmens podem ter servido como altares para antigas religiões ou de entrada para sepulturas. De fato, em algumas regiões da Europa, o dólmen inclui um corredor de acesso a uma sepultura.

Dólmen em Locamariaquer, sul da França.

Dólmen em Locamariaquer, sul da França.

Veja mais

Compartilhe =]

Compartilhar no Facebook Compartilhar no WhatsApp Compartilhar no Pocket Compartilhar no Twitter Compartilhar no LinkedIn