Hegemonia política e cultural

Hegemonia deriva do termo grego hegemon, que significa “líder” (no sentido militar), e de hegemonía, “liderança”, “autoridade”, “governo”. Hegemonia é, portanto, a supremacia de um povo sobre outros ou o controle político, econômico ou militar de um estado sobre outros.

Na Grécia antiga, nos séculos V e IV a.C., três cidades distinguiram-se pela sua hegemonia sobre outras cidades-estado: Atenas, Esparta e Tebas. No século IV a.C., os macedônios, dotados de maior poderio militar em homens e em armas, acabaram por exercer a hegemonia político-militar sobre as cidades gregas.

O termo que, originalmente, significava dominação militar e supremacia política, estendeu-se passando a designar predominância social ou cultural de um grupo dentro de uma sociedade. Assim, por exemplo, a classe dominante pode influenciar os valores e costumes de uma sociedade, tonando sua visão de mundo hegemônica, isto é, essa visão de mundo torna-se a visão dos demais grupos sociais.

Compartilhe =]

Compartilhar no Facebook Compartilhar no WhatsApp Compartilhar no Pocket Compartilhar no Twitter Compartilhar no LinkedIn