Antissemitismo

É o preconceito, hostilidade ou discriminação contra o povo judeu, à sua cultura e religião. Embora o termo possa sugerir que o antissemitismo seja direcionado a todos os povos semitas (árabes, hebreus etc.), o termo foi criado na Alemanha, no final do século XIX, para se referir à aversão a judeus exclusivamente, sendo amplamente utilizado com esse significado desde então.

O antissemitismo não foi invenção da Alemanha nazista, apesar desse regime ter levado ao auge a política de perseguição, segregação e exterminação dos judeus em campos de concentração durante a Segunda Guerra Mundial.

Manifestações de sentimento antijudaico remontam à Antiguidade, no Egito helenista. A oficialização do cristianismo no século IV, privou os judeus da condição civil que até então possuíam junto às autoridades imperiais. Durante a Idade Média, a relação entre as comunidades hebraicas e os reinos cristãos europeus oscilou entre convivência pacífica quando os judeus monopolizaram o comércio entre Ocidente e Oriente, e agressão social aos judeus seja pela conversão forçada, escravidão, perseguição, exílio ou morte.

Na Península Ibérica ocupada pelos muçulmanos, as autoridades islâmicas permitiram que os judeus e cristãos praticassem livremente sua religião.  Houve uma idade dourada da cultura judaica na Espanha, que durou até pelo menos o século XI. Terminou quando vários massacres muçulmanos contra os judeus ocorreram na Península Ibérica como os ocorridos em Córdoba em 1011 e em Granada em 1066.

A perseguição cristã aos judeus atingiu seu primeiro pico durante as Cruzadas quando os judeus foram considerados inimigos da Fé. Na Primeira Cruzada (1096) centenas ou mesmo milhares de judeus foram mortos no trajeto dos cruzados. Os massacres se repetiram na Segunda Cruzada. Expulsões em massa ocorreram na Inglaterra (1290), na França (1394), na Áustria (1421), na Espanha (Decreto de Alhambra, 1492) e em Portugal (1496). Muitos dos judeus expulsos fugiram para a Polônia onde puderam viver em paz até o final do século XVI.

Quando a epidemia de Peste Negra devastou a Europa em meados do século XIV, os judeus foram acusados de causar a doença e de envenenarem os poços. Centenas de comunidades judaicas foram destruídas em inúmeras perseguições.

Compartilhe =]

Compartilhar no Facebook Compartilhar no WhatsApp Compartilhar no Pocket Compartilhar no Twitter Compartilhar no LinkedIn