Comércio triangular

Comércio triangular é um termo usado para chamar o comércio entre três portos ou regiões distantes em que cada uma atende as necessidades da outra de maneira a corrigir desequilíbrios comerciais entre elas. Assim, uma área tem a oportunidade de exportar mercadorias excedentes e, ao mesmo tempo, importar as que lhe faltam. O comércio triangular é, portanto, uma forma de regular a balança comercial entre áreas.

Exemplo de comércio triangular foi aquele que envolveu o tráfico de africanos escravizado. Entre a segunda metade do século XVII e o século XVIII, embarcações partiam da Europa carregadas de produtos manufaturados (armas de fogo, pólvora, rum, tecidos de algodão, joias de pouco valor etc.) com destino à África. Ali as manufaturas eram trocadas por escravos. As negociações ocorriam nas feitorias litorâneas entre comerciantes europeus e africanos.

Os navios negreiros partiam em direção à América para as colônias inglesas, o Caribe ou o Brasil, por exemplo. Na América, completava-se o triângulo comercial: os escravos eram vendidos aos grandes proprietários ou donos de minas em troca dos seus produtos: açúcar, tabaco, algodão, café e moedas de ouro e prata regressando à Europa.

Representação do modelo clássico do comércio triangular entre a Europa, África e América.

Representação do modelo clássico do comércio triangular entre a Europa, África e América.

Compartilhe =]

Compartilhar no Facebook Compartilhar no WhatsApp Compartilhar no Pocket Compartilhar no Twitter Compartilhar no LinkedIn