Revolução

A palavra revolução (do latim revolutio/revolvere, significando “dar voltas”, “completar voltas”) foi usada no século XVI por Nicolau Copérnico em sua obra principal De revolutionibus orbium coelestium (1534) como um termo astronômico para se referir à orbita dos corpos celestes, o que hoje se denomina “translação”.

No século XVII, o termo reapareceu com outro significado: para chamar a Revolução Gloriosa de 1688, na Inglaterra, no sentido de movimento regressista que restaurou a monarquia depois de uma guerra civil. Foi na Revolução Francesa, em 1789, que a palavra revolução ganhou o significado de ruptura, de derrubada violenta do poder político.

O termo revolução é usado, hoje, para mudanças abruptas e profundas que alteram as estruturas uma sociedade em um período relativamente curto de tempo e de forma duradoura.

Embora revolução esteja normalmente associada à política (em geral a derrubada de governante e instalação de um sistema político diferente), a palavra é igualmente apropriada para descrever mudanças rápidas e profundas nos campos científico-tecnológico, econômico e comportamental humano. Neste sentido, a revolução pode ser pacífica ou violenta, e ocorre nas mais diversas áreas da vida social e cultural.

São exemplos de revolução política:

  • Revolução Americana (1776-1781), ou Guerra de Independência dos Estados Unidos.
  • Revolução Francesa (1789-1799) que derrubou a monarquia absolutista.
  • Revolução Haitiana (1791-1804), a primeira revolução negra da América.
  • Revolução Russa (1917) que derrubou o czarismo e instaurou o socialismo.
  • Revolução Cubana (1953-1959) que derrubou a ditadura e implantou o comunismo.
  • Revolução Islâmica no Irã (1979) que instalou o Estado teocrático islâmico.

São exemplos de revolução econômica e tecnológica:

  • Revolução Neolítica com o início da agricultura e criação.
  • Revolução Industrial (final do século XVIII) que mudou o modo de produção.
  • Revolução eletrônica ou digital por volta de 1980 ligada à tecnologia da informação, em particular à Internet.

A Revolução Sexual, na segunda metade do século 20, que derrubou conceitos morais tradicionais e tabus sobre questões sexuais é um exemplo de revolução comportamental.

 

Compartilhe =]

Compartilhar no Facebook Compartilhar no WhatsApp Compartilhar no Pocket Compartilhar no Twitter Compartilhar no LinkedIn